Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

francisfotopoesiaeimagem

francisfotopoesiaeimagem

TUDO QUANTO QUERO...

Tudo quanto quero....jpg

TUDO QUANTO QUERO...

Quero compreender as pessoas
E odiá-las, sempre que necessário,
Amá-las, numa imensa franqueza,
Por mais que pareça minha rudeza,
Recebê-las a meus braços abertos,
Por pensamentos de tão concretos
E nunca como referido ordinário!...
Retribuir, aquando me abençoas,
Multiplicar, se tal me amaldiçoas,
Porém, a ninguém desejando mal,
Simplesmente agradeço por igual...
Quero saber que estou vivo,
Neste caminho no qual sigo,
Hilariante, se não me perdoas,
Entendendo sempre o que digo,
Amigo de quem vejo por amigo,
Inimigo de quem me esquivo
E naquilo em que tal consigo!...
Quero amar, a quem de igual me ama,
Construir o Céu, para quem me chama,
O Inferno mais real a quem me odeia,
Fechar-lhes a porta por quem sou,
Levando-os por caminhos de areia,
Por infernos que o Diabo amassou!...
Quero servir quem tanto me serve,
Tornar escravo quem escravo me tenta,
Enervar quem demais me enerve
E tentar quem de tal se apresenta!...
Quero ser Deus, lendo as notas do Diabo,
Enforcar os progenitores de diabruras,
Cuspir os servidores de qualquer Deus,
Fazer-lhes das tripas minhas frituras,
Estendendo-as ao longo de reles cabo
E fazendo delas sabores meus!...
Quero acordar de quando acordado,
Adormecer, afastado de adormecidos,
Sabendo que entendem o meu recado
E nunca partilhar o mundo com vencidos!...
Quero construir todo o meu palco,
Nele representar as minhas encenações,
Cobrir o rosto do mais claro pó de talco,
Para que o vento o leve nas emoções,
Deixando somente as lágrimas da tristeza,
Enquanto declamar sonhos de incerteza!...
Quero sonhar, correr, saltitar e espicaçar,
Quero odiar, quantos me criam ódio,
Todos aqueles que nunca mereceram o pódio,
Quero ferver de emoção e a revolta abraçar,
Quero, no faticano estímulo de cada verso,
Que o mundo acorde e se salve o Universo!...

Manuel Nunes Francisco ©®
      - Imagem da net -
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub