Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

francisfotopoesiaeimagem

francisfotopoesiaeimagem

PENITÊNCIAS

Penitências.JPG

PENITÊNCIAS

 

Recolho as pedras da calçada e em que tropeço,
Guardo-as na algibeira, já pesada de outras tais,
Levando-as para casa, sobre as quais adormeço,
Num flagelo e para que esqueça as coisas reais...

 

Maior é o sofrimento de quem morre na fome,
Sem cama, qualquer mesa, sem eira nem beira
E torcido sobre o podre colchão, em que dorme,
À espera da misericórdia e que não há maneira...

 

Lá se arrastam, como podem, ou se lhes deixam,
Pois que até mesmo isso e um dia, será proibido,
Como carneiros tosquiados e ao que os esperam.

 

Das pedras em que durmo e arte que me fazem,
Levanto-me, em pensamentos e de corpo dorido,
Arrastando o olhar e feito surdo ao que maldizem...

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D