Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

francisfotopoesiaeimagem

francisfotopoesiaeimagem

MUNDO LOUCO

Mundo louco.jpg

MUNDO LOUCO

Está tudo a ficar louco!...
O mundo deixou-se do que era,
Rodando agora ao contrário,
Surdo e nem fala, de tanto rouco,
Fugindo ao chamar da fera
E dos contos do vigário!...

A flora mostra dentes afiados,
Mas andando escanzelada,
Come tudo o que apanha,
Nem que sejam desgraçados,
Não querendo saber de nada,
Muito menos de qualquer manha...

De quanto o homem lhe ensinou,
Na pior escola do mundo,
Curso académico da estupidez
E desde que egoísta ficou,
Pelo percurso mais imundo
E ficando estúpido de vez!...

O Sol mudou de cor,
Pingando gotas de vermelho,
Cansado de tanto brilhar,
Chora agora a sua dor
E já nem se olha ao espelho,
Para mais triste não ficar!...

Entretanto dorme com a Lua,
Aconchegados sobre o mar,
Sonhando rebentos de trovoadas,
Ele anda despido e ela nua,
Em noitadas de luar
E passeando de mãos dadas...

A chuva sobe para as nuvens,
Farta de cair na terra,
Levando consigo esperança,
De quantas águas mais jovens,
Passando do alto da serra,
Vivendo da melhor lembrança!...

Os ventos sopram austral,
Trazendo frios de rajada,
Os de norte transportam calor
E já ninguém os leva a mal,
Qualquer outro já não tem nada,
Sendo ventos sem valor!...

Os animais falam entre eles,
Finalmente a mesma língua,
Vivendo todos em concórdia,
Construindo naquilo que é deles,
Caçam o homem, sem qual míngua
E ao contrário de outra discórdia!...

As crianças brincam com armas,
Disparam guloseimas simuladas,
Em quantidade e todas as cores,
Levando ao colo as amas,
Correndo por vales e estradas
E não há quem sinta dores...

Tampouco os idosos e doentes,
Pois de tudo estão curados,
Seguindo a mesma religião,
Conforto para todos os crentes,
Sorrindo, sempre abraçados
E cada qual na melhor razão!...

Os mares correm para os rios,
Levando tudo de volta,
Desprovidos de impurezas
E voltaram-se a ouvir os pios,
De quantos pássaros à solta
E voando noutras certezas...

Descobriu-se de novo as pernas,
Sentindo-as nalgum caminhar,
Percebeu-se o amar as serras,
Construindo-se ideais cavernas,
Para que se pudesse apanhar,
Mais à mão, exemplares searas...

Sendo feito, numa humilde troca,
Comércios de viveres e bens,
Já nada sendo como dantes,
De cada qual com a sua roca,
Agora dando aquilo que tens,
Numa falta daquilo que jantes...

Nem há tempo para pensar,
Nas horas passadas no ócio,
Pois esta vida são três dias
E tão obrigatório descansar,
Que se lixe qualquer negócio,
Ou trabalho no qual sorrias!...

Os dias deixaram de ser diário
E disso não restam dúvidas,
Nem tão-pouco haja ilusões,
Já é tudo um imaginário,
O dinheiro só compra dívidas
E não se discutem razões!...

Não é louco, o mundo, ou senil,
Porém um mundo de loucos,
Porquanto o deitam às avessas,
Nos vários interesses de funil
E dando cabo dele aos poucos,
Mas cujo se deixará de conversas!...

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub