Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

francisfotopoesiaeimagem

francisfotopoesiaeimagem

LIBERDADE...

José Saramago #2.jpg

LIBERDADE...

 

Liberdade, é a consciência de qualquer ser,
Viajante do universo, em luta neste mundo
E não de quem mais tenha e no que quiser,
A que uns estão no cimo e outros no fundo.
Liberdade, é viver os minutos de passagem
E esquecendo os que poderão nunca chegar,
Os que nos abordam e enquanto de viagem
E galopar do tempo, sem ordem para voltar.
Liberdade, é ser corcel em corrida ao vento,
Sem rédeas, ou sela, relinchando de prazer,
Usufruindo da estepe e fogoso ao momento,
Esquecendo tudo o que demais haja a fazer.
Liberdade, é escutar qual serenata da chuva,
Ver o nascer do Sol, ou as cores do sol-nado
Explodir ao mundo, como alcateia que uiva,
Estender-se na areia, sem olhar para o lado.
Liberdade, é o deslizar ao longo do asfalto,
Sem destino e sem horas, ou pelos montes,
Observando em seu redor, em tal encanto,
Agradecendo o quanto divino são as fontes.
Liberdade, é ser aquilo que nunca ousámos,
Libertando-nos das amarras e preconceitos,
Percebendo que a vida é o que merecemos,
Não o que nos ousam impor e por defeitos.
Liberdade, é a absolvição dos estereótipos
E julgamentos, quantas vezes por injúrias,
Azias das mesquinhices e a seus conceitos,
Na inveja que não bebamos suas lamúrias.
Liberdade, é existir no direito ao trabalho,
É não suarmos à preocupação com a fome,
Sentirmos, no corpo, o merecido agasalho
E na certeza onde cada um à noite dorme.
Liberdade, é sentir o valor da segurança,
Quando pisamos a rua por qualquer razão,
Nunca ficarmos presos na pior lembrança
Dum perverso político e distinto charlatão.
Liberdade, é usufruir o direito à educação,
No acreditar ao qual e a mim semelhante,
Na justiça, como qualquer demais cidadão
E independente de raça e seu semblante.
Liberdade, finda onde inicia a dos outros
E por muito que não interesse entender,
Pois que todos terão os mesmos direitos,
Mas, à arrogância, não querem perceber.
Liberdade, liberdade, a eterna liberdade!...
Incontestável, fogosa, sustento de razões,
Quantas as vezes saída da tranquilidade,
De algum repicar e tais nobres corações.

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D