Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

francisfotopoesiaeimagem

francisfotopoesiaeimagem

BAIRROS DE LISBOA

Bairros históricos de Lisboa.jpg

BAIRROS DE LISBOA

Bairro Alto, na sua melhor fama,
Dono de amores, não só de cama,
Com voz até às tantas e afinada,
Nocturna, até raiar da madrugada...

Alfama, antigo berço do fado,
Becos estreitos e ladeiras definidas,
De pescadores no seu passado,
Miradouros e de vistas tão coloridas...

Cruzar de raças, o Bairro da Madragoa,
Filho da velha Lisboa,
Com sua história de encantar,
Lendas, de gaivotas e de mar...

A Graça, que nunca esqueçamos
E olhando para o além da colina,
Navegando o Tejo que alcançamos
E até que nova viagem se defina...

São Vicente e visita obrigatória,
Guardando ilustres no Panteão,
Daqueles que sejam memória
E cantando fado de inspiração...

Pela Mouraria vamos sonhando,
Reconhecendo múltiplas culturas,
Passado que vamos lembrando
E das mais singulares estruturas...

Passeando, pela Baixa Pombalina,
Na euforia do seu comércio,
Olhamos pobres e gente fina,
Artistas de rua em exercício...

No Príncipe Real temos flores,
Na sua Praça, por atracção,
Vendendo-nos quantos odores
E no entregue da paixão...

Coloridas fachadas, casas estreitas,
Da arquitectura de Portugal,
Nas ladeiras que lhe são feitas
E que de pouco lhe são igual...

Viva, o Chiado elegante,
Com o Tejo por deslumbrante,
O Carmo, como Convento,
Pessoa, no seu assento...

O café da Brasileira,
O eléctrico que vai passando,
Em vida à sua maneira
E de quem vai deambulando...

A Estrela namora Campo de Ourique,
Num namoro já tão antigo,
Cada qual no lugar que fique,
Mesmo que só ficando amigo...

Mais abaixo temos Belém,
Vestido por muitos turistas,
Com pastéis a saciar alguém
E calçadas de artistas...

O Oceanário é orgulho,
Lá para o lado das Nações,
O Parque, que nos traz recordações,
Dos meses à volta de Julho...

Desculpem, mas não me esqueci,
De quantos bairros poderia falar,
Nem tampouco adormeci,
Pois há muitos mais para amar!...

Manuel Nunes Francisco ©®
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub