Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

francisfotopoesiaeimagem

francisfotopoesiaeimagem

"A velha dos cães"...

Aristóteles #1.jpg"A velha dos cães"...
Esta é a designação pela qual é conhecida uma modesta, catita e "pobre" velhota, habitante da Quinta do Conde, concelho de Sesimbra, pelo facto de recolher todos os cães, andando pelas ruas e comércios, com todos eles atrás dela, à procura de comer para os mesmos... Afirmo estas palavras, simplesmente pelo facto e observação do quotidiano, analisando que, enquanto os animais evoluem, com o tempo, a nível de inteligência, os humanos vão provando a sua decadência de homo sapiens e à explicação de um dos porquês de tal: Ontem, dia 29 do corrente mês de Outubro, ano da graça 2020, estando parado frente ao Centro Comercial Avenida, ao qual me desloquei para um bate-papo com um colega da arte fotográfica, deparei-me com algo que me custou a acreditar, mas já não sendo o único e possivelmente não o último, pelo que aceito que o mesmo façam, aquando, à frente da sua matilha, este "coração" entrou no Supermercado "Dia", enquanto estes ficavam à porta, como algumas vezes o tenho observado de semelhante e noutros locais, aguardando o regresso da suposta "dona"... Pois, só que e entretanto, uma outra cliente saiu, de sacos nas mãos e, curiosos por razões óbvias, a seguiram ao outro lado da rua, mas, como nada receberam, voltaram para trás, na confusão do trânsito, andando aos zig-zagues pelo alcatrão, lá indo atravessando conforme podiam e se esquivavam; porém e este é o ponto de inteligência, um deles, parecendo-me o chefe de grupo, – dita matilha! –, foi de outra opinião e não querendo correr riscos, ou tentando dar exemplos de comando, virou para uns 20 metros à direita, procurando uma passadeira existente, frente ao referido Centro Comercial e assim atravessando, voltando à esquerda e ao destino pré-definido, dando lições a quantos humanos queiramos e provando uma inteligência cognitiva e superior em quantos demais aspectos na forma como os seres humanos se vão colocando ao mundo... Eles vão evoluindo, enquanto provamos, nos mais diversos aspectos, o quanto parámos no tempo e nos interesses individuais!... Isto não foi ficção, mas observação destes olhos que a terra há-de comer! Pensem... e sejam os primeiros a dar exemplos, nestes e demais casos, no não seguimento do desastre de outros e respectivas consequências pessoais!
( Manuel Nunes Francisco ©® )

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub