Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

francisfotopoesiaeimagem

francisfotopoesiaeimagem

CONTRATO DO PENSAMENTO

Defender o certo....jpg

CONTRATO DO PENSAMENTO

Tenho um contrato com o pensamento,
De meu preciso seguir,
Não que não oiça outro vento,
Que ao ouvido me venha zumbir...
Não quero morrer de lamento,
De outros por mim terem pensado,
Tudo isso é esquecimento
E em terreno por mim lavrado...
Colho frutos de outras árvores,
Bebo águas de quantos nascentes,
Pelos quais não sou favores,
Nem cabelo para outros pentes...
Ao meu pensamento faço juras,
Jurando tudo respeitar,
As vossas doenças e minhas curas,
Por chamas de meu crepitar...
Não corro atrás do vento,
Tampouco me seco na poeira,
Deixo-me andar ao relento,
Em sonos dormidos na eira...
O meu pensamento é singular,
Servido nalgum plural,
Por um mundo demais angular
E chumbado na prova oral...
Pois que a escrita foi esquecida,
Na simbiose da ganância,
Na loucura que nos é defendida,
Em pensamentos da ignorância...
Assim sendo, assino o meu contrato,
Reconhecido no louco que sou,
Sem que nada tenha de abstracto,
Agradecido a quem mais o assinou!...

Manuel Nunes Francisco ©®
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

AI, ESTES MEUS PESADELOS!...

Ai, estes meus pesadelos!....jpg

AI, ESTES MEUS PESADELOS!...

Esta manhã, acordei sobressaltado,
Suado, num enorme pesadelo...
O mundo tinha paz global
E eu já não estou habituado!...
Talvez que por meu desmazelo,
Ou que tudo esteja cabal!...
Sonhei a morte de quantos parasitas,
Usurários, corruptos e proxenetas,
Políticos a ferro e fogo,
Falcões de armas em sangue,
Mortos pelas próprias metralhas,
Naquela sentença de meu rogo,
Estampado em rosto exangue,
Num universo de quantas falhas!...
Hoje, foi uma noite sem perdão,
Sono perdido, na maior exaustão...
Pensamentos de extensa escuridão,
Num negro poço de combustão!...

Manuel Nunes Francisco ©®
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

MUNDO DE PERDIDOS

Mundo de perdidos.jpg

MUNDO DE PERDIDOS

Neste mundo de perdidos,
Já pouco há para encontrar,
Salvo cérebros corrompidos
E cujos já não sabem pensar!...

Tais mortos-vivos, à deriva,
Rendidos ao que lhes dizem,
Fazendo o serviço de estiva
E pelo que outros precisem!...

Deambulam pelas calçadas,
Sempre contínuo vai e vem,
Sobre pedras tanto pisadas...

Em constantes lamentações,
Cada qual no juízo que tem,
Sem que se abram às razões!...

Manuel Nunes Francisco ©®
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

BANDO DE HIPÓCRITAS

Hipócritas.jpg

BANDO DE HIPÓCRITAS

Somos um bando de hipócritas,
Não gostando de ouvir verdades,
Uma tômbola de idiotas,
Sorteando as nossas vaidades!...

Quantas, rodadas por outros,
Num jogo que não é nosso,
Apregoando sorteios de loucos,
Rodeados de enorme fosso!...

Somos asnos, bestas doentias,
Seguindo à mão de um cabresto
E por artes tão vadias...

Somos tudo, naquilo que somos,
Podridão, sem alma de manifesto...
Somos tudo, menos quem fomos!...

Manuel Nunes Francisco ©®
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub